Visualizações

20 maio 2018

570




Premente
ROGERIO SANTOS

para o seio do desvelo
nem os meus olhos pisco
velo o teu corpo, corisco
quero tuas mãos espalmadas

nas linhas, minhas estradas
nos sete buracos da face
os plugues sublimes da arte
de te amar solenemente

entrego meu corpo premente
e ofereço-me morada
para deleite e jornada
sangue e carne, cerne e pelo

/

09 abril 2018

569



Reflexo
ROGERIO SANTOS

na órbita da poesia
sigo

turismo fino
pela trilha das palavras

os olhos viajam
na madrugada 


um templo de estrelas
na janela da sala

tudo é delírio
e silêncio absoluto

o céu reverbera
o que em mim brilhava

22 março 2018

568




Temporal
ROGERIO SANTOS

é um cisco, o tempo
é um círculo
é um cimo, o tempo
é um circuito
é um cismo, o tempo
é um cinismo
é um cisne, o tempo
é um cilindro
é um cio, o tempo
é um circo
é um cirro, o tempo
é um cinto,
é um ciclo, o tempo
é um siso

/