Visualizações

15 fevereiro 2007

84


ficção
líria porto

adoro o mar
seu balanceio
as suas ondas

vejo as colinas
invento em minas
o mar que sonho

vem numa concha
molha meu olho
depois se esconde

quisera um dia
morar no mar
ser uma ilha

levar comigo
a minha serra
no tombadilho

Tábua de outra maré
ROGERIO SANTOS
(para Líria Porto)

quem diz que Minas
não tem o mar
não vai além

o velho Aziz
pai do lugar
nos disse bem

da geografia
desses confins
um grito forro

ecoa firme
por entre os verdes
mares de morros

e vez por outra
esse clamor
tão absorto

encontra cais
pela poesia
de Líria Porto

Um comentário:

jjyyufo disse...

This is very nice blog. do you konw Mozilla Firefox web browser?I really loved it,I hope you may want to download and try. thank you.