Visualizações

22 julho 2010

280

 (foto: Laura Machado)
Remo
ROGERIO SANTOS

teus olhos postados
a beira do mar
sou barco que vai
a deriva

na peça esculpida
perfume certeiro
madeira de remo
no ar

quem dera soubesse
captar tanta luz
canoa à vagar
sem motor

magia do amor
quem dera pudesse
ser barco movido
a raios de olhar

no mar verde cais
do mar verdes ais
na sombra
da noite que vem

no tempo que vai
no dia que jaz
gangorra do tempo
dirá

3 comentários:

Momentos,fases,faces e ações.... disse...

Queridaço...

vc é genial!!!
Ameiiiiii....melodiada vai sr um arrazo!!!

bj

Rose Tóffoli disse...

lindooooooooooo demais!

Virginia Maria disse...

Adorei, Rô. beijos