Visualizações

19 dezembro 2010

299


Doma
ROGERIO SANTOS

água de rio tem dor de vida
quando corre doce e acaba em sal

explode em tempero e plenitude
lambendo na maior sacanagem
as belas coxas da moça
que vai entrando no mar

4 comentários:

pituco disse...

signore,

boas festas prati e os teus

paz, saúde e muita poesia (parceria?) pra 2011

abraçsonoros

rogerio santos disse...

Parceria também Pituco !
Vamos que vamos...

Um grande abraço, paz e muita saúde para você e seus queridos também !

E que 2011 seja um ano de muita coisa boa.

Abraçspoéticos

sidnei olivio disse...

Rogério, Concreto&Abstrato mudou para http://peloapelodapena.blogspot.com (coisas do ano novo).
Como sou analfabyte, mudei sem querer o link para o “concretos”. Me link again.
Beijos, Sidnei
(Um ano novíssimo cheio de saúde e poesia)

Rosangela disse...

Olá Rogério. Sua poesia é marcante...
Gostei!
Bjs poéticos!