Visualizações

05 setembro 2005

2


Lágrima
ROGERIO SANTOS

Aguaceiro que inunda,
esgrima
na esquina
da alma.

No tempo certo,
transborda
no ralo dos olhos.


Água demais

ou de menos
mata.

Na dose certa
hidrata.

6 comentários:

Chris M. Herrmann disse...

Rogério, encantei-me com essa lágrima tão sublime como um rio de água doce e intrigante como o oceano que há dentro de todos nós.

Beijos e parabéns novamente pelo blog, está bárbaro!

Chris

solfirmino disse...

Rogério, como manter nossas emoções hidratadas? Como saber a dose certa?
Deixo minha lágrima pra você:

Lágrima que arde
acesa
no olho
emoção liquefeita
que se desfaz
em pingos
da cor da emoção
quase arco-íris

Meu âmbar líquido
ondas
que se quebram
no caminho
da boca

Lâmina complexa
que machuca
meu rosto

Solange Firmino

Kashmir™ disse...

Rogério

Até tua melancolia tem a medida certa. Hidratar é um excelente verbo rs
Beijocas

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

lágrima

uma lâmina
duas três
incontáveis
cortam dentro
brotam
na face

(foi-se)

transparência
que sangra
e salga
sulca a pele
(seca
úmida)
sem fissuras

mágoa demais
esquarteja
a alma

lágrima (des)afoga
e cura


~> Rogério Santos é fonte
de ins-piração ;o)

beijo!

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

ops...comi o penúltimo verso e só vi agora:

"lágrima (des)afoga
esfola
e cura"

~> abri um tópico na comunidade para esse tipo de 'ciranda' de versos.

beijo

Anônimo disse...

Agua que lava a alma e acalama...Poeta você escreve com as palavras do resto mundo.
Sou sua fã, faz muito tempo.