Visualizações

28 setembro 2005

4

No detalhe: Igreja Matriz de Nossa Senhora do Ó
Freguesia do Ó - São Paulo - Brasil

Freguesia do Ó
ROGERIO SANTOS

Da Ladeira Velha
Do Largo da Matriz
Da Rua da Bica
Do Mirante do Bruno
Do Largo do Cliper
Da Rua da Balsa

Do casario remanescente
de tempos idos
Das ruas de terra
da infância vivida

Transpira a história
de uma Freguesia
Que foi engolida
por nossa cidade

Vestí­gios de charme
em finais de tarde
Nas mesas de bares
de flertes e olhares

No pão do divino
seu mastro e bandeira
Reside a benção
da mãe padroeira

Dos caminhos sepultados
de viajantes tropeiros
Dos meandros apagados
do rio que foi vivo

Retoma teu brilho
Itaberaba
Respira fundo
Itaberaba




4 comentários:

Anônimo disse...

Hi, I was blog surfing for the latest information onPacmanand ended up on your blog. Obviously I went off track somewhere, but I'm certainly glad I did! Would you mind if I link to your blog in my "favorites" page?

Ana Clarissa disse...

Tá chique isso aqui, hein Rogério?
Parabéns!

ELAINEMALMAL disse...

Vim pelo Maineri, surpresa ver a "MINHA" Freguesa retratada, moro aqui at´raz dela...gostei muito de seus poemas, parabéns..

malmal

Leônidas Arruda disse...

Rogério, seu poema é uma oração bonita. Parabéns. Notei que você escreve rezando...risos.