Visualizações

17 julho 2006

47




Corpo Cidade
ROGERIO SANTOS

a casa
é o coração
da gente
a rua
a primeira
artéria

depois tem
a avenida
e o refluxo
que agita
a vida
na colméia

os olhares
e os cílios
toldos
varandas
sacadas
secretas

o bairro
é o pulmão
os arrabaldes
são rins
fígado
e traquéia

o centro
é o cérebro
a zona industrial
estômago
e a comercial
sistema nervoso
e cefaleia

o corpo
se move
e avança
no espaço
cotidiano
de pura
matéria

3 comentários:

Anônimo disse...

Poeta,nosso corpo,nosso templo...assim seja!...Pituco,namaste

Prof Toni disse...

Caracas Portuga! Geografia + poesia...muito bom!

erick vicente disse...

Não crei que seja geografia+poesia, caro toni, apesar da formação de nosso poeta.
Vejo sim um urbanista apaixonado,fazendo do corpo sua cidade!