Visualizações

13 setembro 2008

188


(Flores de Maria Helena: Aquarela de Sonia Madruga)

Aquarela
ROGERIO SANTOS

por dentro alameda
por fora sou crua
sou tensa procura
por fora sou fina
senhora, sou fúria
por dentro sou nua
que atento verias
por dentro sou densa
sou faca, serpente
por fora tormenta
fulgura aparente
por dia sou muitas
por conta sou ninfa
sou Vênus cadente
decerto sou santa
picante, inocente
ditado dileto:
- "por hora sou tua"
com carta na manga
pitomba, pitanga
aguardente, elegia
por certo lerias
tivesses a lente
meu fundo de olho
meu fundo de alma
por certo lerias
na linha aparente
da mão espalmada
do braço de mar
por quanto, portanto
porvir evidente

saber o que mente
o rastro e a vela
teu sim e meu não
por certo ouvirias

um som de menina
palavras colhidas
em tons de aquarela

11 comentários:

Helena disse...

''senhora sou fúria
por dentro tão nua''


De alma nua, me sinto.Sou.

Bloguca disse...

Beleza, cadência musical... lembrei de João Cabral de Melo Neto. Fina estirpe! Abraços poéticos.

Anônimo disse...

Bloguca sou eu...he he he
Guca Domenico

Flavia Melissa disse...

não tem nem como deixar pitaco...
só um beijo colorido mesmo :)

Paulo D'Auria disse...

Rogério, parabéns pelo aniversário deste espaço tão legal!
E resolveu comemorar em grande estilo! Este poema está perfeito!
1) Encarnou a alma feminina com maestria.
2) Ritmo perfeito
3) E imagens como estas: "por certo lerias /na linha aparente /da mão espalmada /do braço de mar"

E não estou fazendo média não, este poema ficou d+!!! Excepcionalmente bem acabado!

Mais uma vez, PARABÉNS!
Grande abraço!

Anônimo disse...

recordando as palavras qual tons de aquarela... eu ia trucar, mas não dá...rs beijos da Tia Clara

Ivone disse...

Hummm....carta na manga?? Então é truuuco!!

Me encontrei em cada cor desta aquarela...

Paulo D'Auria disse...

Pois é rapaz, tinha planejado ir ao seu show no Pio Pio, mas na hora h, acabou não deu certo... Foi uma pena, mas vc está certo, não faltarão outras oportunidades.

E por falar em Poetas do Tietê, como o título do blog sugere, a idéia é reunirmos poetas de sampa e postarmos trabalhos com temas bem paulistanos.
Nos reunimos uma vez por mês para decidirmos o tema.
Aviso vc quando for nossa próxima reunião, se quiser participar do grupo, será um prazer!

Abraço!

Rose disse...

Lindo e doce!!!
beijo

Pituco disse...

vai,poeta...vai ser 'a guache' no domingo...rs!

cadenciado e sonoro...bacana pacas!

amplexosonoros e amplificados
namaste

jr disse...

Lindo, poeta... muito lindo! Rogério, vc é especial.