Visualizações

23 março 2009

216



Pé na Areia
ROGERIO SANTOS

teu olhar magnético no meu olho cético
aponta uma ponte entre o amor e o poente
se é
verdade
semente
desejo
ou
cimento
sei que não passo um passo sem seguir em frente
embora haja areia sob os pés
e arpejo de ondas na mente
maré que sobe
maré que desce

7 comentários:

Erica Maria disse...

Ah, lindo esse, gosteu mt!

Bjo, boa semana!

livia soares disse...

Olá, Rogério.
Bela postagem.
Fico feliz de constatar que vc continua firme com o blog.
Um abraço.

Adriana disse...

maré que sobe, maré que desce, há dúvida constante nesse poema entre a nascente e o poente.Uma coisa é certa,ele está muito lindo!!!

Paulo D'Auria disse...

"aponta uma ponte entre o amor e o poente
se é
verdade
semente
desejo
ou
cimento
sei que não passo um passo sem seguir em frente"

êita cabra bom, sô!
Abração!

Karla Jacobina disse...

Ouvi uma música nesse poema, hein.
Um beijo, Rogério!

Virginia Maria disse...

Só para dizer que eu adoro suas poesias... beijos

jr disse...

A KARLA tem razão, poeta! Tá faltando a música aí... estamos aguardando. Abraço saudoso! JR