Visualizações

23 outubro 2006

65



Rumo ao mar
ROGERIO SANTOS

na
correnteza
da
mulher,
provocante
erosão,
enxurrada
de
poemas.

embarcado
nesse
leito,
passageiro
involuntário,
sou
madeira-sem-lei,
navegando
rumo
ao
mar

2 comentários:

Pituco disse...

poeta,o feminino como uma enxurrada de poemas...uau!!...o masculino como madeira-sem-lei...nem Freud explica!...parabéns...namaste

Ana Clarissa disse...

Po Rogerio... ando tão sem tempo! Passou a fase adolescente ahahah to cheia de coisas p fazer... mas como vai sua vida??
eu mudei de orkut... coloca o teu endereço de orkut no meu blog que te adiciono!

Té mais, mande noticias!