Visualizações

06 outubro 2006

63


Seis e pouco
LETRA:ROGERIO SANTOS
MÚSICA: TONY "PITUCO" FREITAS

OUÇA AQUI

seis e pouco da manhã
de um dia normal
o rádio-relógio
dispara o sinal
semínimamente

paulistano
sabe bem
do que estou falando
punhal sonoro
atingindo o sonho
pelas costas

seis e pouco da manhã
desse dia comum
reclamando minutos
roubados de sono
traço planos
(de)cadentes
e sibílo decassílabo

depois do café
"Inês é morta"
voando solto
pela aorta

5 comentários:

Pituco disse...

signore,esse ritual matinal,apesar dos fusos horários,deve ser praticado no mundo inteiro...'seis e pouco'são os primeiros preparos pra se despertar,certo?...e digo mais: na pressa de um paulistano, que sou, já musiquei-a!...parabéns...namaste

Anônimo disse...

Voce já é um dos meus mais queridos poetas. bjs a todos
Luiz Domingo

rogerio santos disse...

Grande Luiz...
Vc é suspeito !!
hahahaha...

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

Ro, esse se enquadra no contexto do livro "louco no oco sem beiras", do Fred...é sempre o "desespertador" ditando regras. perfeito!

~> amanhã tem música no meu blog. ou melhor, músicas. adivinha quais? ;)

beijo procê, desculpe o pouco contato, mas as coisas estão melhorando por aqui e logo volto ao anormal..hehe

vαℓéя!α tαяeℓhσ disse...

my god, vocês são demais e provam que o que era mais que bom pode ficar melhor!

acho que o material todo já dá um belo de um cd, não?

parabeijos babados!!!