Visualizações

30 novembro 2006

72



(Atrelado e inspirado no "Koan" do Pituco)
ESPELHO DE FRENTE PRO ESPELHO

O QUE REFLETE?
REFLETE O QUÊ?
ESPELHO DE FRENTE PRO ESPELHO
( Tony Pituco Freitas )

Reflexão
ROGERIO SANTOS

Os olhos do pobre refletem o medo
Os olhos do rico, pardieiro
Os olhos da puta refletem desejo
Os olhos de quem paga, desapego
Os olhos do menino refletem desespero
Os olhos de quem passa, apelo
Os olhos do padre refletem bueiro
Os olhos de quem peca, dinheiro

Os olhos da moça refletem veneno
Os olhos do sacana, tempero
Os olhos da desgraça refletem desprezo
Os olhos do preconceito, guerreiro
Os olhos do cantor refletem apreço
Os olhos da platéia, recomeço
Os olhos do pai refletem tormento
Os olhos do filho, desalento

6 comentários:

li stoducto disse...

oi, rogerio,

atualizei de novo e tomei a liberdade de publicar outro poema seu - de novo - em Letra de Corpo, viu?

beijão

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Sempre leio teus poemas, saiba que seu blog se tornou parada obrigatória nesses últimos meses.
Salam Aleikum!
Douglas

rogerio santos disse...

Li, não tenho palavras para te agradecer, no seu site só tem feras, estar no meio delas é motivo de muito orgulho prá mim...

Douglas, vc é um grande incentivador rapaz, legal saber disso...

Pituco disse...

só mesmo o Rogério pra comprovar que,a emenda (dele) fica melhor do que o soneto (koan)...parabéns e namaste

rogerio santos disse...

discordo do ilustre parceiro e amigo, as linhas que cometi derivaram do profundo Koan.
Mirado por Pituco, meu olhar reflete gentileza !

Isso sem nenhuma dúvida !

Abraço e obrigado pelo incentivo de sempre.