Visualizações

10 março 2011

308



Não há 
ROGERIO SANTOS

não há verdade sem ver
não há tesão sem tez
não há saudade sem sal
não há coração sem cor

não há cenário sem rio
não há ilusão sem luz
não há paixão sem ai
não há adorno sem dor

não há inventor sem vento
não há conversor sem verso
não há amarra sem amar
não há sentido sem ti

2 comentários:

Clarinha disse...

Não há poeta como tu! Beijos

rogerio santos disse...

Ah.. doce e Virginal tia Clara !!!
Vc é feita de poesia e açucar !
Beijocas