Visualizações

20 dezembro 2009

246















Enquanto vais
ROGERIO SANTOS

enquanto vais
e voas e vens
ecoas demais
os gritos surdos
que soltei
por esse mundo
que não sei
por onde mensurar

com o fundo falso
de todo poema
que tomo de assalto
passagem secreta
tema em linha reta
copo de palavras
com fundo de verdade

buquê de porquês
de medíocre português
sem eira nem cobre
mas com muita coisa
pela beira por dizer

e por saber calar
também como faz
quem diz o que quer
mas represa em si
o que pode guardar

2 comentários:

vmfinzetto disse...

ecos...

Rose Toffolli disse...

lindo demais!