Visualizações

10 janeiro 2008

142



Aviãozinho
ROGERIO SANTOS

de tanto planejar
enfim chegou o dia
e te dobrei sem escapatória
e te fiz aviãozinho
e com toda força
na corrente de vento
te arremessei bonito
e você voou bem alto
e girou sem medo
bailou sem rumo
e ganhou o mundo
lindo e leve brinquedo
borboleteando
no lume do céu azul

3 comentários:

Carol Barcellos disse...

Às vezes a gente faz aviãozinho com os nossos planos, e eles saem por aí borboleteando, e até ganham o mundo! Às vezes a gente faz aviãozinho da gente mesmo, e é tão bom voar por aí, livre-leve-e-solto...Mas acho que esse aviaõzinho deu mais certo pq foi bem planejado antes, o vento, o céu azul, tudo foi bem pensado, e qdo chegou o dia, quase nada podia atrapalhar.

Lindo poema, me deixou voando também...

Beijinhos de cristal!!!

Fabiola disse...

Mais um ano de lindos vôos no Folha de Cima.
Beijo e ótimo 2008!

Luh Oliveira disse...

Amei aviãozinho de sonhos que voam por aí desencontram-se de nós mesmos, né?
Adoro teu jeito de escrever, poetamigo...

Muitos cheirinhos de rosas...

Luh OLiveira